Siga o Entre Gospel no Twitter Curta o Entre Gospel no Facebook Notícias do Entre Gospel no seu navegador
 
 
Tamanho
da fonte:
A- A+
Imprimir notícia
 
29/12/2013 - 19h15 Por Leiliane Roberta Lopes
 
Bebê morre após avó que seria Testemunha de Jeová negar Transfusão
 
 
Bebê morre após avó que seria Testemunha de Jeová negar Transfusão
Recém-nascido morre após avó recusar transfusão de sangue

O jornal Diário do Nordeste noticiou na semana passada a morte de um bebê recém-nascido que não teve a transfusão de sangue autorizada por sua avó que seria Testemunha de Jeová.

O caso aconteceu no setor de Neonatal do Hospital Geral de Fortaleza (HGF) e os médicos chegaram a acionar o Ministério Público Estadual (MPE) para que a Justiça pudesse intervir e permitir que a transfusão acontecesse.

Segundo a promotora de Justiça de Defesa da Infância e Juventude, Antônia Lima, a mãe do bebê, por ser uma adolescente de 15 anos, não poderia responder pela criança e não conseguiu convencer a avó a autorizar o procedimento médico.

O MPE não conseguiu interferir a tempo e a criança acabou falecendo. A família não autorizou o HGF a dar informações sobre a causa da morte para a imprensa dizendo que o caso é delicado.

A promotora acredita que a avó do bebê poderá responder criminalmente pela morte como homicídio doloso. “Nós entendemos que a avó, ao não permitir que a criança tomasse sangue assumiu o risco pela morte da criança, então já é um [homicídio] doloso”, afirma Antônia Lima.

A reportagem do Diário do Nordeste foi consultar o representante da Testemunha de Jeová no Ceará, Ricardo Kataoka, que afirmou que nem a avó nem a mãe do bebê fazem parte da religião. O religioso deixou claro que eles defendem a vida. “Jamais queremos que chegue a um óbito.” Para ele as mulheres são contra a transfusão de sangue por lerem a Bíblia e tirarem suas próprias conclusões.

Em casos como esse, o Conselho Federal de Medicina (CFM) dá ao médico a liberdade de agir em caso de risco iminente de morte, podendo até mesmo contrariar a vontade da família e do próprio paciente.

Porém, de acordo com o vice-presidente do Conselho Regional de Medicina (Cremec), Helvecio Neves Feitosa, os profissionais de saúde ficam com receio e preferem acionar a Justiça, como foi o caso dos médicos do HGF que resolveram pedir ajuda ao MPE.

 
 
 
   
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
 
Preencha os campos abaixo e deixe seu recado:
 
Nome:
E-mail:
Comentário:
  Ainda restam 500 caracteres.
   
 
 
 
 
  Mais notícias
 
O diabo inventou a mentira, Dilma e o PT aperfeiçoaram, diz Malafaia
 
'Chuva de chumbo', diz pastor após ser baleado em culto na Bahia; fotos
 
A Assembleia de Deus proporcionou muitas alegrias as criançadas no último domingo
 
Jovem cristão inova e realiza projeto social através da Capoeira Gospel
 
Por não aceitar o culto, homem atira em cristãos e atinge Delegado dos Direitos Humanos
publicidade
 
  Confira a agenda de eventos
 
  Mais eventos
Casamento de Valter e Geraci
Davi Sacer em Aracatú
Clamor pela Paz - Culto do Trabalhador em Malhada de Pedras
10º Sermão da Montanha em Malhada de Pedras - Bahia
 
publicidade
 
  Mais vídeos
Larissa Katreen - "Quando me Chamar"
 
publicidade
publicidade
publicidade
 
Inicial | Notícias | Eventos | Fique Por Dentro | Vídeos | Mural de Recados | Agenda de Eventos | Colunistas | Seu Talento | Contato | Webmail
 
Entregospel.com.br © 2014 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções Internet